Ir para o conteúdo

[Utilidade pública]Como proceder após uma colisão (Veículos)

Repositório Técnico XpeedClub. Documentos, Como Fazer, Manuais, Informações, etc...
Regras do Fórum
Compartilhe seu conhecimento ou documentos técnicos. Se o material que postar for bom ele será promovido para uma das categorias acima.

[Utilidade pública]Como proceder após uma colisão (Veículos)

Mensagempor Michel MT » Ter 14 Fev, 2012 1:59 am

Fala pessoal,

após muitos tópicos criados referente ao tema, resolvi criar um TUTORIAL com intuito de ajudar aos colegas!

Procedimentos validos em Curitiba:

*Em caso de acidente sem vítimas:

O BPTRAN se recusa a comparecer até o local, ou demora no MINIMO 2 horas, nesse sentido adote os seguintes procedimentos;

1-Anote a placa do veículo, RETIRE OS VEÍCULOS DO LOCAL ESTACIONE EM LOCAL SEGURO, se possível anote dados do condutor (verificar se o mesmo é proprietário do veículo), anotando de preferência número da CNH, CPF e telefone fixo, fixo visto o fato da facilidade de trocar um número de telefone móvel (celular), ligue no ato para o número e confirme se a pessoa reside realmente no local (quando possível),anotar data, horário e local do acidente, condições de pavimentação e sinalização do local, previsão do tempo naquele momento (chuva ou sol).

2-Aproveitando que sempre há curiosos, anote os dados (nome, endereço e telefone) de pelo menos duas testemunhas que, tenham presenciado o a acontecimento.

3-Se possível retire fotos de ambos os veículos, no momento da colisão, demonstrando as avarias e as condições de ambos os carros.

4-Comparecer com os dados acima ao BPTRAN, localizado ao lado do DETRAN do Tarumã, você irá narrar os fatos ocorridos, após isso, será lavrado um boletim de ocorrência, o BPTRAN autentica o documento é, necessário salientar que, será cobrada uma taxa, esta deverá ser paga junto ao banco credenciado pelo BPTRAN.
Obs: Em caso de acidente em rodovia federal, no caso, linha verde, cumpre a policia Rodoviária Federal lavrar o B.O, o comdutor terá que comparecer ao DPRF narrar os fatos, após dois dias retorna e, retira o boletim de ocorrência GRATUITAMENTE.

5-Requerer em três locais distintos, podendo ser três concessionárias, orçamentos acerca dos danos aparentes em seu veículo, posteriormente, você deverá executar o de menor valor, caso o condutor que causou o dano não se recuse a realizar o ressarcimento de valores.

6-Caso o condutor que causou o dano, se recuse a realizar o pagamento ou, passe a se omitir de sua responsabilidade, você deverá se dirigir ao Juizado Especial Cível, munido de todos os dados e documentos acima, irá se dirigir ao setor de reclamação e dará inicio a uma demanda de cobrança judicial.

7-Após o protocolo de sua reclamação no Juizado, você receberá a data de sua audiência de conciliação, tão logo, o outro condutor será citado e chamado ao processo, afim de que, compareça a referida audiência, sob pena de revelia. Nessa audiência, você estará na presença de um conciliador, ou seja, ele esta ali para conciliar e bater metas, mesmo que para bater essa meta o resultado possa não te agradar, como por exemplo, o outro condutor olhar para você e dizer: "Pago o orçamento de menor valor, porém, em 12 vezes fixas e sem juros!", é o famoso "devo e reconheço, pago quando puder!". Nesse sentido, o conciliador fará de tudo para que você aceite essa proposta ridícula, você pode aceita-la ou recusar, caso recuse, o conciliador informa que a audiência restou infrutífera e será marcada uma nova audiência, chamada de Instrução e Julgamento, nessa audiência, um Juiz leigo assume o mérito da causa e decidirá acerca do pagamento e sobre o dever de indenizar, lembrando que, a decisão desse magistrado é homologada judicialmente, em caso de descumprimento o mesmo magistrado poderá a pedido da parte Autora, sendo você, executar valores do Requerido (Condutor culpado), por meio de um sistema chamado BACENJUD, esse sistema informa ao magistrado acerca da existência do valor do dano junto a conta do condutor punido, caso exista, o Juiz bloqueia o valor e, deposita em uma conta judicial, caso não exista o valor, o Juiz irá requerer a penhora de algum bem que, venha a suprir o valor do dano, devolvendo o valor que possa sobrar ao condutor infrator.
Obs: Lembrando que no Juizado Especial, em causas cujo valor não ultrapasse 20 salários mínimos, não existe a necessidade do comparecimento com um advogado, embora, alguns magistrados exijam a presença deste na audiência de Instrução e Julgamento, acima de 20 salários mínimos, existe a obrigatoriedade da presença de um advogado no tramite processual.

8-Aguarda-se o termino da demanda, a condenação do culpado e, o ressarcimento de valores CORRIGIDOS, desde a data da propositura da demanda, pronto, acabou, demorou mais valeu a pena! Agora é só ir até o Banco do Brasil do Forum e, levantar com o alvará expedido pelo magistrado os respectivos valores depositados.


NOVO***Preenchimento Eletrônico de Boletim de Ocorrência**** (Acidente sem vitimas)

Caso seja de sua preferencia, agora o BPTRAN disponibiliza o preenchimento eletrônico de B.O, no caso de acidente sem vitimas, você deve preenche-lo com todos os dados citados acima, poderá realizar a inclusão de 5 (cinco) fotos, no formato .JPG afim de elucidar os fatos, inserido provas ao B.O, após o preenchimento correto do B.O online, será emitida uma guia para pagamento das taxas administrativas do BPTRAN, guia que deverá ser liquidada junto ao Banco do Brasil, após o pagamento, você receberá uma mensagem informado acerca da confecção de seu Boletim junto ao batalhão, nesse ponto, cabe aguardar e retirar o B.O no próprio Batalhão, localizado no Tarumã ao lado do DETRAN.
Caso você possua um equipamento, com acesso a internet no local do acidente, poderá lavrar o B.O eletrônico no local, segue link direto acerca do preenchimento do Boletim:

https://www1.delegaciaeletronica.pr.gov.br/batinternet/registroOcorrencia.do?action=iniciarProcesso



*Em caso de acidente com vitimas:

1-Ligar para o serviço de emergência 192

2-Anote a placa do veículo, NÃO RETIRE OS VEÍCULOS DO LOCAL, se possível anote dados do condutor (verificar se o mesmo é proprietário do veículo), anotando de preferência número da CNH, CPF e telefone fixo, fixo visto o fato da facilidade de trocar um número de telefone móvel (celular), ligue no ato para o número e confirme se a pessoa reside realmente no local (quando possível),anotar data, horário e local do acidente, condições de pavimentação e sinalização do local, previsão do tempo naquele momento (chuva ou sol), verificar se o veículo possuí pendências administrativas, nesse caso deverá ser recolhido pelo BPTRAN.

3-Aproveitando que sempre há curiosos, anote os dados (nome, endereço e telefone) de pelo menos duas testemunhas que, tenham presenciado o a acontecimento.

4-Se possível retire fotos de ambos os veículos, no momento da colisão, demonstrando as avarias e as condições de ambos os carros.

5-Logo após o serviço de resgate se retirar do local do acidente, o BPTRAN será comunicado pelos próprios bombeiros acerca do fato, esses, vão se dirigir até o local, com muita demora, porém chegam, realizando assim a perícia do local do acidente, elaboram o croqui e, fazem o B.O no momento entregando uma cópia com o número do processo junto ao BPTRAN, salvo engano, você terá que comparecer posteriormente ao BPTRAN e retirar o B.O autenticado.

6-Verificar saber sobre a responsabilidade de cada motorista acerca dos danos causados, nesse sentido, iniciar o procedimento, requerer em três locais distintos, podendo ser três concessionárias, orçamentos acerca dos danos aparentes em seu veículo, posteriormente, você deverá executar o de menor valor, caso o condutor que causou o dano não se recuse a realizar o ressarcimento de valores.

7-Caso o condutor que causou o dano, se recuse a realizar o pagamento ou, passe a se omitir de sua responsabilidade, você deverá se dirigir ao Juizado Especial Cível, munido de todos os dados e documentos acima, irá se dirigir ao setor de reclamação e dará inicio a uma demanda de cobrança judicial.

8-Após o protocolo de sua reclamação no Juizado, você receberá a data de sua audiência de conciliação, tão logo, o outro condutor será citado e chamado ao processo, afim de que, compareça a referida audiência, sob pena de revelia. Nessa audiência, você estará na presença de um conciliador, ou seja, ele esta ali para conciliar e bater metas, mesmo que para bater essa meta o resultado possa não te agradar, como por exemplo, o outro condutor olhar para você e dizer: "Pago o orçamento de menor valor, porém, em 12 vezes fixas e sem juros!", é o famoso "devo e reconheço, pago quando puder!". Nesse sentido, o conciliador fará de tudo para que você aceite essa proposta ridícula, você pode aceita-la ou recusar, caso recuse, o conciliador informa que a audiência restou infrutífera e será marcada uma nova audiência, chamada de Instrução e Julgamento, nessa audiência, um Juiz leigo assume o mérito da causa e decidirá acerca do pagamento e sobre o dever de indenizar, lembrando que, a decisão desse magistrado é homologada judicialmente, em caso de descumprimento o mesmo magistrado poderá a pedido da parte Autora, sendo você, executar valores do Requerido (Condutor culpado), por meio de um sistema chamado BACENJUD, esse sistema informa ao magistrado acerca da existência do valor do dano junto a conta do condutor punido, caso exista, o Juiz bloqueia o valor e, deposita em uma conta judicial, caso não exista o valor, o Juiz irá requerer a penhora de algum bem que, venha a suprir o valor do dano, devolvendo o valor que possa sobrar ao condutor infrator.
Obs: Lembrando que no Juizado Especial, em causas cujo valor não ultrapasse 20 salários mínimos, não existe a necessidade do comparecimento com um advogado, embora, alguns magistrados exijam a presença deste na audiência de Instrução e Julgamento, acima de 20 salários mínimos, existe a obrigatoriedade da presença de um advogado no tramite processual.

9-Aguarda-se o termino da demanda, a condenação do culpado e, o ressarcimento de valores CORRIGIDOS, desde a data da propositura da demanda, pronto, acabou, demorou mais valeu a pena! Agora é só ir até o Banco do Brasil do Forum e, levantar com o alvará expedido pelo magistrado os respectivos valores depositados.

Obs: Lembrando ainda que, casos ambos os condutores tenham seus veiculos segurados, poderá ser visto a questão do pagamento de franquia, vale lembrar também a questão de ACIDENTES CAUSADOS POR VEICULOS AUTOMOTORES -DPVAT, todas as despesas com medicamentos e hospitais comprovadas com notas fiscais ou recibos, podem ser ressarcidas desde que, não ultrapassem o valor máximo de R$ 2.700 reais. Em caso de morte ou invalidez, a família terá o direito de recebimento de R$ 13.500 reais, todo procedimento deverá ser requerido pelo site do seguro DPVAT em um prazo máximo de 3 anos, após a data do acidente, muito CUIDADO para não assinarem o TERMO DE CESSÃO entregue por funcionários dos hospitais, aonde você abre mão de receber seu seguro e o cede para o hospital que lhe atendeu, muitas vezes, sendo um hospital publico!





Bem, é isso ai pessoal, espero poder ajudar a todos com esse tutorial simples e objetivo, com linguagem informal, com o tempo posso ir lembrando de mais alguma coisa e ir complementando, porém, acho que vai ajudar bastante, visto que na hora em que o fato ocorre, esquecemos de tudo isso, aceito sugestões e criticas, peço desculpas pelos erros ortográficos, estou teclando pelo iPad, caso a equipe de moderação ache conveniente, favor mover o tópico para uma área especifica ou criar um fixo!

Grande abraço

*Se for utilizar esse conteúdo favor, infomar via citação a fonte (Xpeed) e, o nome do Autor, grato!
Editado pela última vez por Michel MT em Seg 05 Mar, 2012 1:43 am, no total de 3 vez
*Presidente Corolla Clube do Brasil
*Administrador Geral Jetta Clube Cwb
**Novo Corolla XEi 2.0 CVT TIP/AT 2015///** VW Jetta :smile0601:"
Michel MT
Nível 2560
 
Avatar de usuário
Mensagens: 2995
Registro: 24/11/2010
Localização: Curitiba-PR/ XpeedJuris

Mensagempor Leandro4515 » Ter 14 Fev, 2012 3:39 am

O BPtran nao se recusa!

Apenas vai se tiver viatura disponivel no momento
Leandro4515
Nível 80
 
Avatar de usuário
Mensagens: 130
Registro: 07/11/2011

Mensagempor Crow69 » Ter 14 Fev, 2012 7:19 am

Boa, tópico muito útil!!!
Valeu ai Michel ;)
Crow69
Nível 160
 
Avatar de usuário
Mensagens: 298
Registro: 29/12/2010
Localização: Curitiba - PR

Mensagempor guiggoo » Ter 14 Fev, 2012 7:21 am

opa.... muito bom isso,.,, deveria ser fixo ....valeu michel
Imagem
''''procurando patrocinio''''
guiggoo
Nível 2560
 
Avatar de usuário
Mensagens: 2939
Registro: 05/03/2009
Localização: lapa-pr

Mensagempor valter.k » Ter 14 Fev, 2012 7:43 am

mto bom;;;
valter.k
Nível 2560
 
Avatar de usuário
Mensagens: 4803
Registro: 17/06/2008
Localização: Curitiba - Pr

Mensagempor Luan - ART » Ter 14 Fev, 2012 7:45 am

Leandro4515 escreveu:O BPtran nao se recusa!

Apenas vai se tiver viatura disponivel no momento


Se recusa sim amigo!!
se não tiver vítimas eles não vão!!
já passei por isso 2 vezes sei muito bem como é.

MIchel parabens pelo tópico, muito útil.
NERVOSA sx 1.6 16v
Luan - ART
Nível 320
 
Avatar de usuário
Mensagens: 446
Registro: 23/06/2010
Localização: Fazendinha - CTBA

Mensagempor Gremelins3 » Ter 14 Fev, 2012 7:47 am

Leandro4515 escreveu:O BPtran nao se recusa!

Apenas vai se tiver viatura disponivel no momento


Q nunca tem, fazem isso pra vc pagar a taxa do BO. e ainda faz vc perder dinheiro saindo no horário de trabalho pra resolver algo q é trabalho deles.

Bom tópico!
Gremelins3
Nível 1280
 
Avatar de usuário
Mensagens: 2031
Registro: 14/08/2007

Mensagempor winchester » Ter 14 Fev, 2012 7:54 am

Luan - ART escreveu:
Leandro4515 escreveu:O BPtran nao se recusa!

Apenas vai se tiver viatura disponivel no momento


Se recusa sim amigo!!
se não tiver vítimas eles não vão!!
já passei por isso 2 vezes sei muito bem como é.

MIchel parabens pelo tópico, muito útil.

É bem isso mesmo.. eles se recusam, eu já passei por isso também.



ÓTIMO TÓPICO podia ser fixo forever aqui.
winchester
Nível 80
 
Avatar de usuário
Mensagens: 152
Registro: 07/10/2011

Mensagempor JuninhoTW » Ter 14 Fev, 2012 8:05 am

Muito útil...

MAS, no caso de vc estar parado no semáforo e um homem alcoolizado bater na traseira?
Ele não passa os dados dele, não sai do carro, tenta fugir, e xinga vc de tudo q é nome, e não quer saber de tirar o carro da via pública...

Se eu chamo a policia, o cara vai preso mas o seguro não paga.

É isso q passei a uma semana atras..
JuninhoTW
Nível 2560
 
Avatar de usuário
Mensagens: 4341
Registro: 17/12/2007
Localização: Ponta Grossa/Curitiba/SP

Mensagempor dudu_marajo » Ter 14 Fev, 2012 10:07 am

eu fico loco da vida quando um encosta na traseira do outro dai descem do carro e ficam se olhando falando no celular ligando pra seguradora , pra policia , pro pai ,pra mae, pro diabo a 4...... meu deus como tem gente mocoronga.. é obvio que a policia nao vai vir decidir que o cara que arranhou seu parachoque vai ter que pagar... eu lembro que uma vez o bptran fez uns encartezinhos explicando o que fazer em caso de acidente assim como esse topico do Michel.. deveria ser obrigatorio ter um noi carro...

desculpem o desabafo mas eu atravesso a cidade todos os dias em horario de pico e vejo cada merda desse tipo que é de cair o cu da bunda!!!!

esses dias tinha um animal com uma sportage veia atravessado atras do shopping total 6:30 da tarde pq tinha batido num celtinha... pensem num transito do inferno que virou so pq o animal nao queria tirar o carro do lugar achando que vinham fazer pericia KKKK é FRoids!
Imagem
dudu_marajo
Nível 1280
 
Avatar de usuário
Mensagens: 2414
Registro: 06/07/2010
Localização: Curitiba-PR visite curitiba e seja multado!!

Próximo

Retornar para Repositório Técnico



Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 5 visitantes

cron